Cadastrando Impostos Retidos na Fonte

ImpostosRetençãoPISCOFINSISSQNCSLLIRRF

A retenção de impostos na fonte é um mecanismo usado pelo governo para antecipar uma parte dos valores dos impostos que devem ser pagos pelas empresas, tais como: IRRF, COFINS, PIS, CSLL, INSS e ISSQN. Desta forma, garante uma previsibilidade maior ao governo sobre o montante da arrecadação. 

Retenção no Odoo

Para cadastrar impostos Retidos na Fonte, precisamos configurar:

Alíquota
A maneira que o sistema verifica que este é um imposto retido é quando a alíquota no cadastro é Negativa. Deste jeito o valor devido será calculado com base no valor da venda reduzindo-se o valor dos impostos retidos.

Conta de Imposto
Para fazer o correto lançamento destes impostos no Balanço Patrimonial os impostos que forem retidos devem ser classificados no Ativo Circulante como Tributos a Recuperar.

Veja abaixo um exemplo de como configuramos um Cofins 3% Retido, a alíquota foi definida como -3% e a conta de imposto selecionada é do tipo Ativo Circulante.

Exemplo de cadastro de COFINS Retido

Quando uma fatura contém uma posição fiscal que possui uma regra de imposto retido, o Valor Devido pelo cliente só é visualizado após a validação da fatura como mostra a imagem: 

 

Os lançamentos contábeis realizados podem ser verificados na aba Outras Informações no campo Lançamento de Diário. Por exemplo, supondo que realizamos uma venda no valor de R$ 100 com retenção de COFINS 3%. O valor retido é R$ 3 na conta Ativo Circulante e o valor a pagar pelo cliente é R$ 97. O lançamento nas contas se deu da seguinte maneira:

    D - Cliente (Clientes a Receber) R$ 97
    D - Cofins a Recuperar (Ativo Circulante) R$ 3
    C - Receita com Produtos (Conta de Receita) R$ 100

Exemplo de lançamento em uma fatura de cliente


Trustcode, Luciano Giacomazzi
Categoria Contabilidade Versão 0 Última atualização em 26/08/2019 12:39:49